O GLOBO
Razão Social
Edição 19

Uma semente que pode gerar bons frutos sociais
Por Gustavo Goulart

O KIT exposto numa loja: 25% do dinheiro da venda vão para o Terra dos Homens


Uma pequena semente está espalhando solidariedade. Um bulbo de amaryllis, uma planta que floresce como numa gestação - em nove meses, seca e renasce na primavera - está sendo usada para ajudar a captar recursos para três projetos de responsabilidade social desenvolvidos pela Associação Brasileira Terra dos Homens, entidade sem fins lucrativos que trabalha especificamente na reestruturação familiar. Em parceria com a empresa Natureza com Vida e a partir do trabalho voluntário da designer Cristina Boersen, da Terra dos Homens, a ONG lançou o projeto "Plante Solidariedade".

Cristina criou um kit, que consiste numa bela embalagem com uma semente de amaryllis e terra adubada para o plantio. A parceria foi atrás de pontos de venda do produto e já conseguiu sensibilizar cinco comerciantes, que expõem o produto em suas lojas para venda. Vinte e cinco por cento do dinheiro arrecadado com a venda do kit, que custa R$ 19 e transformou-se numa ótima opção de presente, são destinados aos projetos da Terra dos Homens. O restante fica com a Natureza com Vida, que comercializa produtos ecologicamente corretos para despertar e incentivar o interesse no bem-estar e no maior contato com a natureza.

Segundo Cristina, cerca de 500 bulbos já foram vendidos desde o início do projeto, há cerca de quatro meses. Parte do dinheiro vem ajudando nos seguintes projetos sociais da ONG: "Família Acolhedora", que consiste na reestruturação familiar de crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica; "Circo Baixada", que assiste crianças e adolescentes de 0 a 18 anos em situação de abandono e que tenham família em Queimados, na Baixada Fluminense; e no "Núcleo de Capacitação de Profissionais, que prepara agentes da área social para atuar no trabalho social com famílias. Valéria Nogueira, gerente de desenvolvimento institucional da Terra dos Homens, explica o objetivo da idéia:

- A Terra dos Homens acredita que reverter a situação de risco a que são expostas crianças e adolescentes é necessário o envolvimento da família. Temos parceria com a Foundation Terre des Hommes, de Lausanne, Suíça. E a idéia do bulbo e a solidariedade dos comerciantes foram excelentes ingredientes para ajudar a custear os projetos.

Os bulbos podem ser comprados no Restaurante Fontes, na Rua Visconde de Pirajá 605, lojas D, F e M, em Ipanema; no Restaurante Dona Flora, na Rua Visconde de Pirajá 180/lj H; na Nortintas, na Rua Siqueira Campos 70 A, em Copacabana; na Livraria Pororoca (Visconde de Pirajá 540, sobreloja, 309, em Ipanema ou ainda no Bio Armazém - Rua General Urquiza 188 / Loja C / Leblon.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA TERRA DOS HOMENS
e-mail:terradoshomens@terradoshomens.org.br
Tel.: 2286-0866

Quem ganha

Conheço a Valéria, da "Terra dos Homens" e quando soube do projeto achei bastante interessante. O único lucro que temos em expor o bulbo em nosso restaurante é emocional. Saber que estamos participando de uma ação na qual toda a sociedade deveria se engajar. A comunidade tem que participar, não é possível mais deixar somente com o Governo a solução deste grande problema envolvendo crianças e adolescentes em situação de abandono. Temos que dar força e nossa contribuição a alguma ONG. O dinheiro que se dá na esquina não resolve o problema. Tem que dar a vara e ensinar a pescar. Não podemos ficar somente culpando o governo, embora ele tenha culpa mesmo. E essa planta, a amaryllis, tem uma valor simbólico muito grande. Ela está sempre florescendo. As flores nascem em três hastes e depois secam. É preciso cortar as hastes para que elas renasçam a olhos vistos.
Luiz Pitanga Santos, dono do restaurante Fontes